Pelo fim da opressão de gênero e de cor.

Mulheres ainda são oprimidas, negros continuam também sendo oprimidos, agora o que falar de mulheres negras e miseráveis, não encontro uma palavra para descrever tal opressão, exploração ou abandono por exclusão social.

Estes dois textos, tem origem no site “Coletivo de Mulheres da UFRJhttps://www.facebook.com/coletivomulheresufrj, e eu recomendo uma visita.

Não existe mulher que goste de apanhar.
  O que existe é mulher humilhada demais para denunciar,
    machucada demais para reagir,
      com medo demais para acusar,
        e pobre demais para ir embora.



A violência de gênero não é culpa da roupa, do lugar ou de qualquer coisa que as mulheres façam e sim do comportamento do opressor!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Gostamos de exigir

Recomeçar

Livre arbítrio