Princípios

Ateus não são animais, não são malévolos e muito menos desumanos. Nem todo ateu é digno, da mesma exata forma que nem todo religioso o é.

Ser ateu, não significa odiar a deus, não podemos odiar o que não cremos existir. Ser ateu é simplesmente isto, não acreditar que exista nenhuma entidade maior, seja um deus teísta, deísta, panteísta ou politeísta. Um ateu é um ser humano como outro qualquer, passível das mesmas fraquezas, dos mesmos sentimentos, e das mesmas paixões e amores.


Sem desejar ser melhor do que ninguém, ateus assumem total responsabilidade pelos seus atos, e não delegam a nenhuma entidade atuar em seu nome.

Um ateu que se prese, deve amar a vida e a natureza. Não gosto da palavra mandamentos, pois que parece suscitar algo místico e transcendental, mas se tivesse que redigir princípios para minha vida, e para a vida de meus filhos, estes poderiam ser:

  • Ame de todo seu ser a natureza, e toda a física, a química, a biologia, o mental e o social nesta natureza.
  • Ame a vida em sua essência, não apenas a vida humana.
  • Respeite de toda razão seu semelhante, quem quer que seja.
  • Ame aos outros como gostarias que fosses tu mesmo amado.
  • Saiba se colocar no lugar dos outros.
  • Tente sempre imaginar os outros no seu lugar.
  • Lute de toda sua força pela dignidade do viver.
  • Ame profundamente, mas se amar ao desconhecido for ainda muito difícil, busque respeitá-lo como irmão em espécie.
  • Busque o bem em tudo que fizeres.
  • Se esforce sobremaneira para não fazeres mal algum a natureza, a vida, ao humano e ao social.
  • Pense, pense de novo, e quando acreditares que não tenha mais o que pensar pense mais uma vez, mas pense por você, pense racionalmente e onde a racionalidade se fizer fora do escopo, pense de forma crítica.
  • Assuma responsabilidades
  • Não se entregue a passividade, aja, se exponha pelos que sofrem, pelos excluídos, pelos que padecem a dor da miséria.
  • Não aceite nenhum tipo de preconceito.
  • Tudo que não ofenda a dignidade humana, social e do viver, não é proibido.
  • Não se prenda a moralismos.
  • Não existem valores universais. Valores são todos pessoais, temporais e geográficos, sendo assim são carregados de algum preconceito. O valor a ser buscado é aquele que dignifica o viver, que maximiza a felicidade coletiva, por um maior numero de pessoas, em um maior espaço de tempo possível e por uma maior área geográfica possível.
  • Faças sempre o seu melhor.
  • Pelo menos tente ser corajoso.
  • Exemplos são mais assertivos que belas oratórias quando o alvo é a conscientização da necessidade de amar ao próximo.
  • Não creia em autoridades do saber
  • Não acredite em revelações
  • Não viva na esperança, faça acontecer.
  • Ame o que possuas
  • Não deseje nada que de você não dependa
  • Busque ser altruísta, pelo menos com crianças.
  • Não tenhas pena e nem repudio por religiosos, tenha amor e respeito por eles.
  • Defenda de toda sua energia o direito a liberdade de expressão.
  • Abomine qualquer preconceito, segregação, exclusão, perseguição ou submissão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Livre arbítrio

Recomeçar

Gostamos de exigir