Sou ateu

Sou ateu, não porque odeie a deus, não posso odiar o que para mim não existe. Deus é um conceito (teórico) humano tão bom (se retirada toda a referência a parte das punições e do temor), que se ele existisse, nem eu e nem ninguém, poderia odiá-lo.



Sou ateu porque não vejo lugar para sua existência, e não vejo necessidade da sua existência.

Sou ateu, por isto sobra-me apenas uma única realização do viver, por isto  AMO absurdamente a vida, Amo de todo meu ser a biologia que se fez mente e que nos permitiu este nicho biológico horas racional, horas emocional, horas altruísta, horas egoísta, mas que me permitiu estar aqui questionando quem sou e mais ainda questionando o porque questiono quem sou, desta forma prezo sobre maneiras o humano, a humanidade e o social acima do individual.

Sou ateu, isto não me faz melhor e nem pior do que os outros, não por isto. Ser ateu não é uma filosofia de vida, ser ateu é tão somente descrer no teísmo, e a bondade, o amor, a benevolência, o altruísmo, o respeito humano e social são características humanas e não divinas.

Sou ateu, cheio de erros, mas tentando aprender a ser humano, a ser digno da humanidade que deveria me diferenciar das outras espécies animais, que luta para construir um amor fraterno, sincero, livre, digno, altruísta e responsável.

Sou ateu e dai!!?? Como disse a um crente que ao saber que eu era ateu tentou sair de perto de mim falando que não poderia estar conversando com um ateu, e eu educadamente lhe falei que de minha parte não tinha vergonha e nem medo de falar com um cristão. Sou ateu e respeito os religiosos, desde que estes me respeitem. Respeito-os não pela crença, mas por serem irmãos em espécie.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real