Valores e Verdades

Valores não precisam ser verdades, e nem são objetivos. Verdades, por si só, independem de valores. Verdades são fatos objetivos, e dependem de conhecimento para tornarem-se visíveis. Valores são relativos, mas não absolutamente relativos quando se referindo a algo ético ou moral. Longe do niilismo onde tudo pode, ou da sofistica onde tudo pode ser falso. Valor é disjunto da verdade, mas de verdade, valores existem no subjetivo de cada um de nós, e não sendo absolutos como a verdade, absolutamente são verdadeiros na concepção mental que deles fazemos, em seu escopo algo relativo. Os valores que de alguma forma apontem para a dignidade humana, que fogem da pura e mera opinião pessoal do tipo gosto ou não gosto, é bonito ou feio, não são absolutamente relativos, mesmo o sendo em parte. Entendo que existem conjuntos de valores que são desumanos e assim não éticos, mas fugindo deste domínio, os demais valores, mesmo que envolvam a dignidade humana, são relativos.


Não sendo niilista, não me entrego a realidade dos meus desejos, mas não sendo também idealista, não pauto a realidade por ideais de meus desejos, por “melhores” que eles possam parecer.

Sou realista, e entendo que valores não existem na realidade física, mas existem na realidade da natureza humana, e talvez, em parte da natureza biológica, mesmo externa ao animal humano, entendo até que o cérebro já possa vir programado com alguns parâmetros de valores, mas no geral, valores são muito culturais.

A verdade só tem valor para quem a ama, porém existe amor a valores que não são verdades, apesar de verdadeiros enquanto sentimento de valores, pois que pessoais. A verdade existe independente de nós, mas os valores somente existem, porque existimos, ou porque existem seres que os valorizam. Os valores necessitam de seres que deem vida a eles, para o bem ou para o mal, mas "ignorantemente", muitas vezes, confundimos valores com verdades, tentamos dar um corpo único a coisas distintas, e ainda acabamos por confundir ambos com o conhecimento. Valores independem da verdade, o conhecimento é histórico, e depende da interpretação da verdade, e pode assim ser mutável ao longo do tempo, enquanto a verdade é por sua característica natural, absoluta, eterna e imutável, pois que representa algo em um espaço-tempo determinado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros