Como pode o homem se achar racional?

Como pode o homem se achar racional, se no fundo o que dá para perceber como algo cada vez mais normal a um número cada vez maior de pessoas, são seres preconceituosos, sentimentalistas, omissos, seguidores, domesticados, catequizados, e objetos de manobra nas mãos inescrupulosas dos poderosos? 


Como podemos nos achar racionais se praticamente não aplicamos racionalismo algum, ou porque acabamos não sendo preparados para isto, ou porque acabamos vivendo nossas vidas como se ela fosse independente da vida dos outros? 


Como podemos nos achar racionais humanos se acabamos sendo seres que preferem a facilidade do obedecer à complexidade do pensar, do estudar, e do se aprofundar; se muitos de nós somos seres que preferem crer a saber; que preferem seguir autoridades do saber à buscarem o conhecimento; que preferem a superficialidade dos fenômenos à profundidade da realidade; que preferem revelações à descobertas; que preferem que se lhe digam o que fazer à serem responsáveis pelo que fazer; que preferem doutrinas à serem desbravadores ousados por verdades, que muitos mesmo sendo seres de índole boa, seres com um que de humanidade, se veem perdidos e sem coragem de lutar contra o que aqui está, que duvidam do poder de uma ação comprometida pela transformação do que aqui está, que acabaram desviados de sua sincera humanidade por uma insensibilidade de acreditarem que é normal que o mundo seja o que ele é; porque no final sempre existirá alguém, ou algo, a culpar por nossa infelicidade ou pela miséria do mundo, e poderemos continuar lavando nossas mãos e dormindo o sono dos alienados humanos, uns por escolha ou interesses, e outros pela perda da crença de que é possível transformar isto? 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Recomeçar

Gostamos de exigir

Livre arbítrio