Fala mais alto

O estômago vazio acaba falando mais alto do que a dignidade humana.

O sofrimento de um pai excluído e abandonado socialmente, frente a dor de seu filho, fala muito mais alto que qualquer respeito humano.


Os ouvidos da alma emudecem com o horror da fome.

A alma social apodrece em cada um daqueles que sofrem da exclusão social.

O sentido de respeito humano esfacelasse frente ao sofrimento dos abandonados a miséria.


A sorte é que os abandonados socialmente, os largados à miséria deste mundo, os excluídos da sociedade, os quase párias do que poderiam ser, e os tratados como seres humanos de segunda classe, tanto pelo estado, quanto pela economia e pela sociedade, não sabem o poder e a força de transformação, ou de destruição, que possuem se conseguissem o mínimo de união entre si, se não por nada mais, porque quase nada mais tem a perder, nós sempre teremos o que perder, nem que seja minimamente alguma dignidade humana e social, eles, infelizmente, já perderam quase tudo.

Onde deveria falar mais alto os interesses humanos e sociais, acaba falando mais alto os interesses pessoais e corporativos, acaba falando mais alto a vaidade, a arrogância, a prepotência e a desumanidade.


Uma em cada oito pessoas no mundo passam fome, podia ser eu, alguém que amo, podia ser você. Será que podemos ser felizes com esta culpa? O que realmente eu e você estamos fazendo para acabar com este estado de miséria e exclusão social?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real