Criança... Não a criança marketing


Criança... Não a criança marketing, criança mercado, ou a criança alvo econômico, mas a criança ser vivo em desenvolvimento, aquela ansiedade por ser, por aprender e por simplesmente viver. Criança que se perdeu em nós ao longo do nosso viver.


Se existe algo mais importante neste mundinho imundo e muitas vezes desprezível, desconheço. Vou mais além, que me perdoem os jovens, os adultos ou os idosos, porém igual a uma criança, somente outras crianças, a própria vida, ou a natureza que possibilita esta vida.

Vivas a todas as crianças, e que elas possam nos dar a coragem de lutar pela inclusão social de milhões delas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Educação

Transgressões éticas

Carta de Richard Dawkins para sua filha, quando ela (Juliet) completou 10 anos

Empatia