O mal não está no inferno

O mal não está no inferno (nunca poderá estar, pois nada pode estar em um lugar que não existe), ele está no coração desumano de muitos de nós, sejamos ateus, agnósticos ou religiosos. 


O diabo do diabo não existe, mas existe o diabo da maldade no coração humano, se alguém tem dúvida, basta olhar a realidade do mundo e ver os mais de  870 milhões de pessoas que convivem com a fome (este número não é meu, é da ONU) (ou 174 milhões só na América Latina), enquanto nos escondemos por detrás de desculpas esfarrapadas, de afirmações que não é nossa culpa, de que nada podemos fazer, ou de caridades muitas vezes feitas tão somente com aquilo que nos sobra, não que a caridade não seja essencial, sim no estado atual de exclusão social ela é necessária, seja ela sincera ou não, pois aquele que a recebe o faz por sua necessidade e não pela humanidade de quem a pratica, ou pela sua profissão de fé, mas a caridade sozinha de nada serve a médio e longo prazo, pois nada transforma, a caridade sem revolta e ação apenas perpetua o estado do político e econômico do que aqui está implementado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Recomeçar

Gostamos de exigir

Livre arbítrio