Consciência


Amigos,

Sem a intenção de ser mais real que a realidade, segue uma pequena frase que li faz algum tempo e que desde então tem “ressoado” forte em minha mente. Mostra o quanto tenho sido indiferente com a realidade da vida e que preciso ser mais atuante e menos espectador.

“ A voz da CONSCIÊNCIA e da HONRA são muito fracas quando as tripas gritam ” (de fome e/ou de medo – isto é por minha conta).

Diderot – O Sobrinho de Rameau.

Texto composto em fins de 2009, e mostra que na prática, ainda caminhei muito pouco. 

Pior ainda quando as tripas não mais têm força sequer para gritar, e nossa impassividade não mais nos envergonha, choca ou revolta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real