Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

Convicção

Imagem
Na ausência de fatos ou evidências comprovadas por simulação, não devemos (mais do que não devemos, não podemos) ter convicções, Podemos ter crenças, mas nunca convicções. Convicções baseadas em crenças, na falta de evidências testáveis ou na falta de modelo de refutação, é fanatismo, bobagem ou ilusão. Indução, revelação, intuição ou sentimento não são e não podem ser fontes de convicções, sejam quais forem, a não ser a da própria convicção de que não posso ter convicção nenhuma baseado nelas. O compromisso com a verdade deve ser muito maior do que com qualquer crença, por mais importante que ela nos pareça, desta forma um estado de ceticismo é importante para que uma análise racional, crítica e lógica possa ser feita. Entendo que a indução, a intuição ou o sentimento possam ser itens provocativos a aprofundarmos nossos estudos, pesquisas e experimentos, mas não para provar nossas intuições, mas sim para entender o fato, seja ele aderente ou não a nossa intuição, ou a qualquer induçã…

O que importa não é ser diferente, e sim ser coerente

Imagem
O que importa não é ser diferente, e sim ser coerente.
Importa ser Diferente, quando ser igual implica apenas em manter a mesmice do que aqui hoje já está, quando a revolta natural é necessária, pois sem ela nada mudará. Importa ser diferente quando ser igual nada de diferente faz pela inclusão social e por uma distribuição de riquezas humana e socialmente justa.

Animal Racional

Imagem
Animal !!! Racional ???
A resposta mais simples e direta que encontro a pergunta “O que é o Homem?” é que ele é um animal. De pronto me vem a tentação de complementar com algo Aristotélico como: É um animal racional. Gostaria de não ser tão impetuoso, mas também não ser do contra, e dizer que o homem é sim um animal com possibilidades racionais. Animal, pois que se possui todas as qualidades (aqui não como virtudes, mas como características, predicados e propriedades) do reino animal, e como eles, nasce, vive e morre, faz sexo, reproduz-se, respira, e necessita beber e comer, entre outras qualificações.

Preconceitos

Imagem
Porque eu deveria me preocupar com a orientação sexual dos demais, se eles a fazem com respeito, no domínio de suas faculdades mentais, de forma livre, sem intimidação, entre maiores de idade, sem o uso da coerção ou da força, com liberdade e sem ofensas públicas?
Não tenho absolutamente nada com isto. Eles e elas são livres, de total direito, para se sentirem bem, atraídos ou tentados por eles ou por elas, com eles ou com elas e mesmo com eles e com elas.

Não posso pensar sem existir

Imagem
Eu até posso existir sem pensar conscientemente, mas não posso pensar, consciente ou inconscientemente, sem existir. Isto por si só já diz muito, diz que a real existência antecede a capacidade do pensar. Isto é simples e real, isto é animal, é biológico e neuronal, isto é natural e imanente. Uma vez que existo (materialmente falando), como um ser animal, biológico e neuronal, por isto um ser que vive, que consome energia, e que faz transformações bioquímicas, posso ou não pensar, a existência real não necessita e nem impõe um pensar, ou pelo menos não impõe necessariamente um pensar, mas para que exista um eu além do simples existir corporal e vivo, necessito ter um cérebro minimamente operacional para algum processamento mental, para que o eu tenha existência preciso sim pensar, mesmo que inconscientemente, mas isto não remove a necessidade primeira da existência material e corporal de um animal por “baixo”, que de suporte a um processamento complexo neuronal, que possibilitará assi…

A mesma voz

Imagem
A mesma voz que hoje prepotente e arrogantemente faz preconceito, que humilha e segrega, que arrota poder e vaidade, poderá ser a mesma voz que amanhã implorará por respeito, por perdão, por benevolência, por complacência, por bondade, por socorro, por caridade, e por humanidade.

O que falar da vida

Imagem
O que falar da vida?
Certeza? 
Que ela nos leva a morte.
Como o melhor do existir pode levar ao pior?

PAI

Imagem
Pai, quantas palavras gostaria de dizer, quantas emoções gostaria de externar, quantas lágrimas gostaria de chorar, lágrimas de alegria e de tristeza, mas sempre lágrimas de muito amor. Lágrimas de quem sabe que o senhor nada mais existencialmente é, sendo parte da lembrança e do carinho que nutro pela sua memória.

Quem perde e quem ganha

Imagem
Quem perde e quem ganha? No geral, no dia a dia de nossa existência todos perdemos e todos ganhamos. O caos geral da realidade do viver acaba por possibilitar uma distribuição de vitórias e de derrotas a cada um de nós. Para desespero daqueles que se aborrecem com a imagem de que os valores sejam relativos, e que não existam como universais, nestes mesmos moldes entendo que perder e ganhar, em muitos sentidos, seja também um algo relativo. Penso que existam o perder e o ganhar relativo, como existam também o perder e ganhar absoluto, e algumas vezes eles se encontram com valores invertidos, levando a algumas vitórias físicas, na verdade, serem subjetivamente uma derrota e vice e versa. Vivemos em um mundo das médias, com seus desvios é claro, mas na média, todos ganhamos e todos perdemos. Posso fisicamente ganhar algo, e este ganhar físico, pode significar um valor pessoal de perda, e o oposto também é verdadeiro, posso perder fisicamente algo e me sentir um ganhador por esta perda. C…

Liberdade

Imagem
Para este: Liberdade na vida é ser responsável por toda a vida, seja ela humana ou não, é ser ativo participante na busca constante da dignificação do direito ao viver de cada um e de todos, e do respeito a liberdade respeitosa dos outros viverem e se expressarem, independente das diferenças e no pleno exercício das diversidades. 
Liberdade é ser uno com a natureza, é ser natureza no coletivo, e é ser coletivamente digno no trato individual de cada ser vivente.

A liberdade e a anarquia

Imagem
A liberdade não é necessariamente um sinônimo de anarquia (aqui no sentido de bagunça, desrespeito, ou confusão), Até mesmo porque entendo ser totalmente possível uma anarquia (aqui no sentido politico-filosófico anarquista) responsável. Sim, entendo, não somente eu mas muitos entendem ser possível uma anarquia (estado anárquico) responsável, uma vez que o anarquismo não é ausência de ordem, de respeito humano ou de sensibilidade humana. Os anarquistas defendem uma sociedade baseada na liberdade total, porém responsável (não afirmo que seria fácil manter uma sociedade grande e complexa como a nossa em equilíbrio, em um estado de justiça humana e de respeito social, com a ausência total de poder algum. Pode ser difícil, mas não é impossível). O desejo anárquico seria uma sociedade liberta de opressão, mas totalmente responsável de seus deveres, cônscia de seus direitos, compromissada com uma justiça social, sem propriedade privada, porem uma sociedade justa, totalmente inclusiva, e igu…

A liberdade

Imagem
A liberdade transcende ao direito a tudo. Como é nobre a verdadeira liberdade. Transcende inclusive ao direito absoluto de tudo ser, mas se insere fortemente na imanência do dever pelos semelhantes, quaisquer que sejam eles, e vai mais além, sai de mim, passa pelos outros, e retorna a mim emprenhada da vida destes outros, passando pelo respeito a liberdade de escolha e de expressão de todos estes outros, pelas diferenças e diversidades mais do que pelas igualdades, sem que nos esqueçamos do respeito pela natureza que nos possibilitou a existência.

O sábio é um egoísta que deu certo

Imagem
Acabei de ler: “O sábio é um egoísta que deu certo.”.
Concordo com a parte que afirma que o sábio é um egoísta, uma vez que pela imagem comum e corrente de um sábio, este é aquele que aprendeu a viver em felicidade plena. Sim, entendo ele, o sábio, um egoísta, e como egoísta, por si só, não pode ter dado certo, pois que somos sociais e o egoísmo é avesso ao social, assim concordo com a primeira parte da assertiva e não concordo com a segunda. A noção de que o sábio se diferencia do “conhecedor, daquele que busca saber(es)”, pelo “bom” uso de seu saber, em prol do alcance de um estado de “êxtase” contínuo, de paz espiritual e de felicidade pessoal, faz deste ser um egoísta para mim, se é que existe alguém que consiga realmente fazer plena e totalmente apenas bom uso do seu saber, e mais ainda ter alcançado algum estado de plena felicidade e alegria perene. Como alguém que pudesse realmente ter conseguido vasta sabedoria do viver, do real, da natureza, e da situação social, política e ec…