A mesma voz

A mesma voz que hoje prepotente e arrogantemente faz preconceito, que humilha e segrega, que arrota poder e vaidade, poderá ser a mesma voz que amanhã implorará por respeito, por perdão, por benevolência, por complacência, por bondade, por socorro, por caridade, e por humanidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Não perca tempo tentando provar que você é uma boa pessoa

Não creio que exista alguma lei do retorno

Tales de Mileto

Carta de Richard Dawkins para sua filha, quando ela (Juliet) completou 10 anos