Somos parte deste universo

Somos parte deste universo natural, uma parte ínfima é verdade, mas uma parte capaz de se questionar e de buscar entendimentos do como é este mesmo universo. Talvez únicos, talvez apenas mais uma espécie viva neste universo, talvez os primeiros, mas com certeza naturais. Somente isto já deveria ser motivo para nos colocar em movimento na busca de entendimento natural e científico (lembrando apenas que ciência é tão somente conhecimento, descoberta, jamais criação ou invenção) deste vasto universo externo a nós e também a aquele interno a cada um de nós. Cadê aquela nossa curiosidade infantil da descoberta, do entendimento, da experimentação, da ousadia de querer saber o que é cada coisa, e do porquê de cada uma delas? Com o nosso “amadurecimento” muitos de nós acaba por perder esta curiosidade que deveria nos mover durante toda a vida, e com este amadurecimento deveríamos buscar também entender o como cada uma destas coisas opera no submundo da realidade, deixando a superficialidade necessária, mais incompleta, da mera análise fenomenológica. Não creio que sejamos os únicos, mas existe uma possibilidade de que possamos ser sim os únicos (por mais improvável que possa parecer para mim) seres capazes de estar agora se fazendo esta simples pergunta, porque existe algo? E já que existe algo, porque elas são assim? Como elas operam em sua realidade? Porque eu existo? E já que existo, como se operou nesta natureza a capacidade do surgimento biológico, e deste o neuronal, e deste o mental, e deste, o que permitiu minha consciência e minha inconsciência de operarem meu eu, sob a luta natural de diversos outros seres mentais que fazem minha complexidade?


Somos parte deste universo, que por si só pode também não ser único, pode ser apenas mais um em uma floresta de universos outros, totalmente independentes, ou envoltos em possíveis dimensões superiores ao nosso universo quadridimensional (espaço-tempo). Somos parte deste universo, e isto é importante, é lindo, é especial, merece toda nossa curiosidade na tentativa de entendermos o como realmente é, e como funciona este universo, e quem sabe até outros universos. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real