O nada que já fui um dia, será o mesmo nada que serei em breve

De todos aqueles que partiram desta vida para o mundo do nada, ficaram apenas aqueles que não se foram da lembrança, ou que deixaram algum tipo de obra, de exemplos ou de história, pois que ninguém voltou. Ninguém voltará, mas a memória, os exemplos, as obras, e a história nos manterão conectados.


Um dia também me farei nada, um nada que é naturalmente todo com aquele mesmo nada que já fui um dia, e que voltarei a ser por todo o sempre, gostaria apenas conseguir deixar boas lembranças, boas obras, bons exemplos, bons textos não por sua beleza literária, mas por sua coerência com algum social viver, e alguma história que seja digna de ser registrada naturalmente como algo de alguém que pouco vale, mas que ousa tentar ser humano, social e natural, que se expõe por um comprometimento pessoal com a natureza, a vida.

O nada que já fui um dia, será o mesmo nada que serei em breve

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O que somos?

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros

Uma breve história, da semelhança à genética, e como a igreja se usou desta visão