A verdade é eterna

A verdade é eterna, será eterna, goste ou não da verdade ei si. A verdade é eterna em si mesma, não nas possíveis interpretações, vulgares ou não, desta mesma verdade que é absoluta em um determinado espaço-tempo, mesmo que probabilística. Algo ser 30 por cento probabilisticamente possível é uma verdade absoluta em si mesmo, a probabilidade não torna algo irreal, torna real a sua probabilidade de ser. Toda verdade, em si mesma, é real e absoluta, não é imaginária, não é ideal, é real. Uma verdade é absoluta, apesar de ter muita restrição e cuidado com termos absolutos como sempre, nunca ou mesmo absoluto. O problema maior é entender o que é uma verdade, ela representa, descreve, mapeia claramente um ponto no espaço tempo, assim, uma verdade jamais pode ser confundida com revelações, com definições feitar por “autoridades” do saber, ou com o que julgamos ser mais justo, ético ou ideal. É importante que tenhamos em mente, que muitas vezes, alguns chegam ao extremo de achar que sempre é impossível saber toda a verdade, em decorrência de nossa falibilidade, de nossa imperfeição cerebral, de nossos limitados sensores, de nossos preconceitos, e da não menos limitada e falha capacidade de processamento mental. Assim, entendo que verdades existem e são eternas porque representam unicamente um ponto em um espaço-tempo, mas uma verdade que vale em um ponto, pode, e muitas vezes não vale para outro ponto deste espaço-tempo 


Nós somos passageiros, finitos, limitados, datados, históricos, falhos, mortais assim falando, mas a verdade de nossa existência, mesmo não tendo sido eterna antes de nós, será eterna desde nós, a cada momento, por todo o sempre vindouro, existam ou não seres humanos ou seres quaisquer capazes de isto perceber no futuro. O tempo não muda uma verdade (tenhamos em mente que uma verdade representa um ponto em um espaço-temo, representando assim um local e um momento no tempo), o tempo permite novas verdades, ou muda muitas vezes algumas interpretações e percepções daquela verdade, ou o que é mais comum, torna uma verdade que era absoluta naquele ponto espaço-temporal, em uma não verdade para um novo momento temporal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O que somos?

Uma breve história, da semelhança à genética, e como a igreja se usou desta visão

Educação