Ofensa

Se dizer “Deus não existe” é uma corrupção humana ou espiritual, como induz o salmo 14, eu sou um corrompido consciente, porque repito que para mim, deus não existe, que nada, absolutamente nada, na realidade deste mundo me faz intuir ou necessitar de sua existência, e que se ele existe, já que não posso provar sua não existência, aliás, ninguém pode provar a não existência de algo em um escopo aberto, ele não precisaria existir. Prefiro ser um corrompido aos olhos deste salmo, mas amar de coração e mente a vida, a humanidade e o social. Prefiro ser visto como possível malfeitor aos olhos de uma bíblia, do que ser um “segregador” de almas, um perseguidor de espíritos humanos, um preconceituoso ou dogmático que exclui, ofende e afronta. Não crer na existência de um deus, de qualquer deus, de nenhum profeta, ou do transcendente, nada tem a ver com princípio de vida ou com respeito ao vivo.


Esta mesma bíblia pode me ofender em inúmeros pontos e todos acham isto normal, sou ateu por escolha consciente, e a bíblia está recheada de ofensas a minha escolha, e desta forma cheia de ofensas ao que sou, mas quando eu de alguma forma expresso meu repúdio a esta bíblia, acabam dizendo que sou mal educado, até mesmo porque sou ateu....

Não respeito religião alguma, respeito os religiosos pois que são seres humanos, irmãos em espécie, e merecem meu total respeito humano, mas não me peçam para respeitar dogmas ou princípios que frontalmente sou contrário. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros