Sou herege

Sou herege, segundo as religiões, e o sou por muitos motivos, sendo um deles o de não ser hipócrita para comigo mesmo e nem para com os outros. Sou herege, segundo seu significado mais direto, pois que “assumo uma postura diferente das religiões, qual seja, a de não crer e não aceitar entidade transcendental alguma, e negar os seus principais dogmas”. Tenho uma mente ateia, tenho um “coração” humano, e busco ter um comportamento comprometido com o social. Busco sincera e humanamente construir o amor pelo natural, pela vida em toda a sua essência de ser, pela humanidade, por toda a diversidade, e pelo social. 


Sim, sou herege. Decidi tentar não ser desumano, sou herege até mesmo para não ser desumano com ninguém e com nada. Sou um herege consciente e inconsciente, sou um herege realista, sou um herege naturalista, sou um herege com quês de cético e de humanista. Sou um herege que não respeitando necessariamente as religiões, seus dogmas, ou seus livros sagrados (pelo menos em parte, alguns em muitas partes), ama e respeita os religiosos, pois que são meus irmãos em espécie, são naturais, são seres vivos, e são parte da diversidade do todo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Gostamos de exigir

Recomeçar

Livre arbítrio