Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2015

Propósito do universo

Imagem
Não possuo certeza absoluta de afirmar que o universo não possua propósito, mas tenho potenciais evidências de que ele não possui. Afirmar que o propósito do universo é abrigar e servir de passo intermediário para a vida humana, isto significa afirmar que o projetista foi muito ineficiente, pois a vida humana existe por apenas 0,0001 % do tempo de existência do nosso universo (uma infinidade de outros universos podem existir, alem de que pode ter existido algo, como as branas, antes do big bang que deu início ao nosso universo), em outras palavras, o projeto de possibilitar a criação da vida humana gastou 99,9999 % do tempo sem o surgimento da vida humana, que seria segundo os que acreditam, um dos propósitos gerais do universo. Se for mais restritivo ainda, e pensar apenas na vida do homo sapiens moderno, falo assim em algo como os últimos duzentos mil anos, a ineficiência torna-se maior ainda, o projeto gastou 99,99999231% do tempo para permitir a existência de um homo moderno, ou s…

Homo Sapiens

Imagem
Homo Sapiens? Só se formos, no geral, homo sapiens sem sabedoria, onde a razão passa ao largo, ou passa muito curta, míope em nós mesmos. Homo Sapiens Sapiens, só se a sabedoria for mera impregnação de arrogância e vaidade, onde o amor seja o falso amor do interesse, o da troca, o da coleção de bônus para um futuro improvável, e não o amor da doação em carne e osso por um ideal social, humano e digno para toda a humanidade, e não o do amor verdadeiramente altruísta, sensível, racional, que não vê troca, não vê posse, e não vê interesses pessoais. Acho que nossa condição de descompromisso com o próximo faz com que seja normal que não saibamos a real pureza do amor, uma vez que também não sabemos a realidade ativa da razão. Entendo totalmente impossível, e sem sentido humano, tratar do amor sem tratar ao mesmo tempo da razão, uma vez que acredito que amar sem razão é tão inútil e perigoso, quanto o uso puro da razão, sem os filtros e a mediação do amor. Costumo lembrar que é natural ter…

Você pode estar certo

Imagem
Você pode estar certo. Você pode estar errado. Somos soldados armados até os dentes com nossas certezas incertas. Somos feitos de dúvidas mas embalados em certezas que mascaram as dúvidas, simplesmente porque somos o preconceito em forma de ser humano.

Eu posso estar certo. Eu posso estar errado. Somos seres incertos de uma certeza absurda, apenas pela arrogância de nos acharmos melhores, e pela prepotência de termos a certeza que estamos no controle, revestidos que estamos pela soberba de encontrarmo-nos apenas de passagem para um mundo melhor.  Justificamos a dor alheia como atalhos para a felicidade posterior. O sofrimento de agora é a certeza de um porvir de luz e eterna felicidade. Que melhor desculpa do que esta, para nossa desumanidade qualificada ou omissa, que melhor desculpa para algum deus que não atua pondo fim a isto.

Um paradigma

Imagem
“Se há algo em mim que possa ser chamado de religioso, é a admiração ilimitada pela estrutura do mundo, na medida em que a ciência consegue revela-lo”. Esta frase não é minha, mas até poderia, no seu sentido geral, ser. Acrescentaria apenas, para maior clareza, mesmo que com alguma redundância, que a admiração ilimitada pela estrutura do mundo, seria também pela realidade, pela natureza, pela vida, e pelo social, admirações estas que estão englobadas pela “estrutura do mundo”, mas que com certeza reforçaria meus princípios realista, naturalista, socialista e humanista secular (não aquele tipo de humanista que vê o ser humano como super-homem, ou como a melhor coisa que existe, mas sim que percebe o homem como um ser natural, real, social e tipicamente imanente).

Somos caminhantes pela nossa humanidade

Imagem
Somos caminhantes pela nossa humanidade. Somos humanos lutando para aprender a caminhar. Somos enfim Homo Sapiens, entretanto muito distantes de Sapiens Sapiens (Homo Sapiens Sapiens, como nos autodenominamos, sob o brilho sujo de nossa prepotência), somos primatas que caminham com dificuldade, muita dificuldade, muitas vezes perdidos, quando o foco é alguma humanidade, quando o destino é nos tornar humanos, quando o aqui e o agora deveria ser realizar nossa humanidade.

Que paz é esta

Imagem
Soldados da paz? Sim, mas principalmente revolucionários de nós mesmos, pela transformação do que hoje é, não por uma paz manchada pela fome, pelo descaso social, pela exclusão, ou pela submissão da força, na manutenção de alguma paz que interessa unicamente aos donos do poder, de uma paz factoide onde o comércio internacional de armas escolhe onde criar ou acirrar conflitos, e fatura horrores, pelos mesmos horrores que cria, pela luta por uma paz onde o maior interessado é o poder pela manutenção, e expansão de seu próprio poder.

Inaceitável

Imagem
É inaceitável aceitar como aceitável o que a sociedade, no geral aceita como normal, pois que isto implicaria em aceitar que existem seres humanos de primeira e de segunda classe, bem como um terceiro grupo deles, de refugo humano, de escória humana e de dejetos humanos, o que tem de ser inaceitável de aceitar.

Somos tão sapiens

Imagem
Somos tão sapiens que nos matamos por meras crenças.
Somos tão sapiens que acreditamos que matar possa agradar algum deus.
Somos tão sapiens que confundimos abertamente desejos com verdades.
Somos tão sapiens que confundimos crenças com saberes.
Somos tão sapiens que entendemos a meritocracia como ideal, e o liberalismo do capital como perfeito. 
Somos tão sapiens que muitos temos vergonha de pertencer a ordem (grupo) dos grandes primatas.

Caminhos

Imagem
Caminhos, existem muitos, qualquer caminho pode levar para qualquer lugar, mas eu não gostaria de ir para qualquer lugar, apesar de muitas vezes o caos do viver insistir em me levar para um lugar qualquer. Para um lugar qualquer, qualquer caminho basta, mas somente poucos caminhos podem nos levar para nossa humanidade individual e social.

Certeza

Imagem
Prefiro a certeza da dúvida que o ceticismo reforça, e que me obriga a repensar, criticar, racionalizar, e estudar, à toda e qualquer revelação, crença cega, dogma, ou profecia.

Conhecimento e compreensão

Imagem
Entendo que o conhecimento possua relação direta e positiva com a verdade da coisa em si, e com a verdade do entendimento da coisa em si mesma e das interferências diretas ou indiretas, visíveis ou invisíveis, dos seus reflexos, das causas, e dos efeitos desta mesma coisa. Por ser uma relação, todo conhecimento é em si relativo. Ninguém sabe tudo. Um conhecimento absoluto seria assim já a própria verdade, mas como a verdade não pode ser repetida, o conhecimento absoluto talvez seja uma das utopias mais difíceis de serem realizadas.

SABER

Imagem
Que saber é suficiente saber? Não sei. Sequer sei se algo realmente sei, mais ainda, sequer sei se existe algo que se possa realmente saber. O que é o saber? Será que sei o que acho, ou será que apenas acho, o que acredito saber? Apesar das dúvidas que me acompanham, entendo que o saber exista, mas nunca completo, e nunca pleno de tudo, pois que o tudo não nos é acessível pelos sensores naturais ou tecnológicos que dispomos, e desta forma, é este tudo, impossível de ser processado por uma mente finita, limitada e imperfeita, em decorrência de seu quase estado infinito de ser, e desta forma é ele impossível de ser, em seu escopo completo, subjetivamente percebido e compreendido por cada um de nós. Entretanto, se não tenho acesso a todo o saber, entendo que o tenha a parte deste saber, mas sempre com o devido cuidado de manter uma porta aberta para modificar, suprimir, ou aprofundar este saber. Talvez saiba que quase nada sei. Mas entendo que sei o suficiente para saber que tudo que sei…