Nascemos, algum motivo especial para isto?

Porque nascemos? Algum motivo em especial para cada nascimento? Algum motivo especial para o nosso nascimento? Sincera e respeitosamente com os que pensam diferentes, creio que não. Nascemos, ou mais especificamente fomos gerados como o resultado quase impossível da fecundação daquele específico espermatozoide com aquele especifico óvulo. Isto por si só já é de uma improbabilidade enorme, pois que apenas naquela jornada éramos um único espermatozoide em um universo de milhões de outros, mas a improbabilidade é ainda maior, pois que bastariam alguns momentos antes ou depois e nosso espermatozoide poderia não existir. A fecundação podia ainda não ter se dado neste ato sexual, sendo assim “perdidos” todos os espermatozoides, e com ele aquele que nos deu origem, poderia ainda já ter ocorrido em ato sexual anterior, a fecundação, mesmo efetuada com o “nosso” espermatozoide, poderia levar a que o zigoto não se fixasse no útero, e assim teríamos tido uma fecundação que não levou a gravidez de fato. Seriam tantas as possibilidades que levariam a não ser aquele especifico espermatozoide a fecundar aquele óvulo, que independente da boa probabilidade de uma gravidez, implica em uma probabilidade de gestação do nosso ser que tende quase a impossibilidade. Somos assim filhos de um acaso natural, e isso não deve diminuir em nada a nossa importância de ser, pelo contrário, deve dar mais valor ainda a nossa existência, que apenas tornou-se possível por um quase impossível fio de probabilidade.


Assim, nascemos sem proposito algum, exatamente como qualquer outro feto humano, ou mesmo outro feto de qualquer outra espécie animal, apenas acontece a fecundação, e tendo a gestação ocorrido dentro de alguma normalidade, acabamos por nascer. Passada a fase de infância, começamos cada vez mais a nos conhecer como pessoa humana, e a perceber como deveria ser bela e importante a nossa existência, e por decorrência natural a vida e a existência de cada um de nossos irmãos em espécie. 

Nascemos e dentro do possível nos formamos seres adultos. Algum motivo para o nosso nascimento em especial? Como já havia me posicionado, creio absolutamente que não. Não consigo perceber, ou mesmo imaginar, nenhuma razão especial para cada nascimento, a não ser o natural motivo de realizarmos nossa existência, e de alguma forma participar da perpetuação natural de nossa espécie. E desde que nosso cérebro cresceu e passamos a ser seres sociais, ganhamos um valor especial, qual seja o de construir e contribuir pela dignidade humana e social.


#ateuracional

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Gostamos de exigir

Recomeçar

Livre arbítrio