Ajude a salvar vidas, doe-se, vivo ou morto

Doe sangue. Demonstre respeito à vida, sem saber a quem. Demonstre amor ao próximo sem se preocupar com quem.

Doe medula óssea, inicialmente é apenas um exame de sangue simples para análise de compatibilidade. A chance de ser encontrada uma compatibilidade é muito difícil, é da ordem de 1 para 100.000. Cada um que se disponibiliza para cadastro e análise de compatibilidade diminui esta distância, e a sua medula pode ser aquela que se precisa para ajudar a salvar mais uma vida.

Doe órgãos. Deixe claramente expressa a sua vontade de ser um doador de órgãos quando seu fim chegar. Formalize com parentes e amigos, se possível por escrito e assinado, que você quer doar seus órgãos. Demonstre amor pela vida e respeito humanitário, doe seus órgãos para ajudar a salvar vidas, e doe o que restar de seu corpo, para pesquisa ou treinamento de futuros salvadores de vida. Mesmo mortos, podemos fazer alguma diferença. Este assunto ainda parece ser um tabu para muitas pessoas e famílias, discuta este assunto em família e entre amigos, ajude a convencer que doar é um ato de amor, é um ato humanitário, e vidas poderão ser salvas, mesmo quando nos vamos. Exija que seu desejo seja cumprido e que seus órgãos possam ser doados.

“Sua atitude pode salvar vidas”

Sou doador de órgãos, lembrem-se disto quando me for. Por favor não chorem quando me for, mas quem sabe vocês possam sorrir por alguma vida que possa eu ajudar a salvar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Recomeçar

Gostamos de exigir

Livre arbítrio