Seleção natural

Acabei de ler que a seleção natural foca em garantir a perpetuação da espécie. Discordo frontalmente, a seleção natural não possui ideal algum de buscar garantir a perpetuação de espécie alguma, esta perpetuação é decorrente, e não foco ou alvo, da seleção natural. Isto decorre de um erro clássico, que entendo haver, na interpretação da evolução, pois que como somos capazes de imaginar formas de buscar ações que nos propiciem visão de futuro, tentamos transmitir para a evolução, ou erradamente, a muitas outras coisas, esta previsibilidade. 


A seleção natural não possui ferramental algum de planejamento ou de alguma previdência, ela não atua prevendo ou escolhendo o que seja melhor para a espécie a médio ou longo prazo, ela atua no presente, no imediato, ela seleciona cegamente quanto a algum planejamento futuro, ela seleciona a cada geração, atuando no gene (ou grupos de genes) e não no genoma em si, pois que na reprodução sexuada cada descendente carrega apenas metade do genoma original, e em poucas gerações o genoma “original”, em si, estará bem diluído. A seleção natural atua sempre de forma algo “mecânica”, algo insensível ao que seja melhor, e sim ao que seja prático e útil a “garantir” descendentes imediatos, independentemente de deixar “melhores” descendentes, até mesmo porque melhor é algo deveras relativo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O que somos?

Uma breve história, da semelhança à genética, e como a igreja se usou desta visão

Educação