Sou ateu, materialista e de esquerda

Sou ateu, apenas não creio em deidade alguma. 
Eu sou materialista, apenas creio que tudo o que exista seja natural, e decorra de matéria ou energia. 
Eu sou de esquerda, porque defendo a igualdade social, a liberdade com responsabilidade, o fim do dono do capital, e uma humanidade socialmente sadia.

Eu não trabalho com o diabo.
Eu não como carne podre.
Não faço pedofilia.
Não queimo em fogueiras os que de mim discordam.

Não tenho preconceitos.
Não vomito gosma verde.
Não culpo os outros por minhas falhas, omissões ou ignorância.
Não coleciono bônus para um futuro qualquer.
Eu não odeio deuses, eu simplesmente não acredito que eles existam. Não posso odiar o que não existe, se não seria eu um sem sentido.
Não valorizo bens materiais ou o poder, como tentam me incriminar.
Não valorizo crime algum, valorizo a responsabilidade, sequer sou adepto do perdão como forma de eliminar meus erros, isso não significa que seja eu defensor do “punicionismo”, sou a favor da busca de estratégias para recuperar todos que o puderem ser. 

Sou ateu, materialista e de esquerda, ou antes sou materialista, o que me fez naturalmente e obrigatoriamente ser ateu, e sou de esquerda por escolha. Sou materialista, ateu e de esquerda porque sou defensor da realidade, do natural, da vida, do humano e do social.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros