Um amor ideal não é um amor real

Somente se ama em atitudes, em compromisso e em doação. Toda e qualquer suposição que se possa amar somente em pensamento, em oratória ou em idealismo, é o mesmo que acreditar que podemos ser humanos sem nos recobrirmos de um ser social, ou que se possa pensar, sentir ou existir sem um cérebro, ou mesmo que podemos ser eternos, somente porque colecionamos bônus de comportamento, entretanto, muitas e muitas vezes, sem realmente ousarmos e nos entregarmos ao trabalho libertário, de inclusão social, e de eliminação dos preconceitos, superstições, explorações ou segregações.

O amor idealista não é amor, é sonho, é viagem, é irreal, o amor há de ser real, material no sentido de ser construído mentalmente e de ser demonstrado em atitudes, em comportamentos, em doações, em sensibilidade, em comprometimento, e em respeito e bem querer, tudo isto naturalmente imanente, material, imperfeito (ou perfeito como ente real), e real.


O perigo é imaginar que o amor seja algo externo, que seja algo que tenha existência própria (quando em verdade ele é uma construção subjetiva, como tudo que sentimos), que seja ele transcendente, ou que o devemos procurar, pois que aí nos perderemos na ilusão de que é possível ser merecedor de algum amor, quando o amor, em todas as suas variações, jamais poderá existir independente de nossa construção e reconstrução, visando sempre os outros e nunca a nós mesmos, mesmo quando nos amamos, na verdade amamos a vida que existe em nós, se não estaremos caindo na vaidade de nos acharmos merecedores de que nos amem. Se amamos, amamos porque labutamos na construção mental deste sentimento subjetivo por si só, e nunca como moeda de troca, como retribuição. Amar é um sentimento unilateral, eu construo o amor, e não espera, não se baseia e assim não necessita que sejamos também amados, sendo que se o formos, melhor ainda, mas nunca é um pré-requisito que sejamos amados para que amemos, pois que se assim o fosse, como amaríamos os estranhos, os que nunca conhecemos, os abandonados, os que sofrem dores físicas ou mentais, os ...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real