Curiosidades astronômicas da lua, Série curiosidades 4

O sol é muito maior, muitíssimo maior, que a lua, mas quando olhamos ambos, eles parecem ser do mesmo tamanho relativo. A nossa lua possui apenas cerca de 1/400 (um quatrocentos avos) do diâmetro do Sol, e curiosamente ela, a lua, está a aproximadamente 1/400 (os mesmos um quatrocentos avos) da distância existente entre nós e o nosso sol. Assim, apenas por isto, observamos a lua e o sol como se fossem do mesmo “tamanho”. Esta coincidência é benéfica, não somente pela beleza plástica de vermos os dois corpos celestes com o mesmo tamanho relativo, mas também propicia que observemos eclipses solares bastante belos e fotogênicos. Para observarmos um eclipse, a lua deveria ser de igual tamanho relativo, ou ser maior relativamente que a imagem percebida do sol, mas o fato deles terem praticamente o mesmo tamanho de diâmetro relativo, possibilita uma transição de entrada e saída muito bela. 


A lua, cantada e decantada poeticamente ao longo do tempo, possui muitos mistérios e curiosidades, vou falar de apenas mais um: A terra e a lua estão com seus movimentos sincronizados de tal modo que deixa o período de rotação da lua igual ao seu período de revolução ao redor da terra, e isto leva a que a lua sempre mantenha a mesma “face” voltada para nós, e em oposição que tenha uma face que foi oculta de nós ao longo de toda a nossa evolução, apenas passando a ser possível vermos sua face oculta quando dos projetos americanos e soviéticos de ida a lua. Este sincronismo surgiu, ao longo de muito tempo, como efeito da ação da gravidade da terra, que sempre exerceu maior força atrativa sobre as partes mais densas do interior da lua, e que mantem estabilizada estas partes, “viradas” para a terra.

A lua é também muito importante para a estabilização da vida complexa na terra, mas este assunto fica para outra curiosidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O que somos?

Uma breve história, da semelhança à genética, e como a igreja se usou desta visão

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros