Prefiro

Sempre prefiro um ser ingênuo, a um culto, arrogante e indiferente ser que não se enxerga em sua própria, petulante, e insensível, cegueira de algum saber, que nada soma ao universo humano e social. 

Todos nós ignoramos muitas coisas, isso é normal, sempre existirão pessoas que sabem mais do que nós em alguns, talvez mesmo em muitos assuntos, em especial no tocante a realidade do realizarem suas vidas. 


O pior do ignorar não está naqueles ingênuos que acabam por serem domesticados e induzidos, por interesses de quem detêm o poder político, econômico, religioso, ou midiático, e que são assim massa fácil de manobra nas mãos inescrupulosas do poder, o pior do ignorar, é a soberba da ilusão de alguns, é a petulância do acreditar que sabem muito de outros, e é a arrogância de se acharem superiores de vários outros, que se acreditando pleno merecedores por mérito próprio, se omitem e ignoram a realidade social que jamais pode ser utilizada como referencial de merecimento.

O verdadeiro aprendiz da vida é cético quanto ao seu saber, sempre acha que sabe pouco, sempre se esforça por buscar novos horizontes no saber, sempre se doa na busca de construir não somente conhecimentos teóricos, mas também para deixar algum legado de ações, obras e exemplos, minimamente sábias. 

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real