Unificação do celeste com o terrestre

Newton foi aquele quem, de forma intencional ou mesmo sem intenção, através de seu trabalho, deu o grande passo no mundo da ciência para a unificação do celeste com o terrestre. Copérnico já tinha colocado a nossa Terra como apenas mais um dos planetas, Tycho já tinha provado que ocorrem mudanças nos céus, que ele não é perene, Galileu já provara a irregularidade da superfície lunar, entretanto ninguém havia estabelecido relação alguma entre o movimento dos planetas e luas, e mesmas forças existentes no nosso querido, mas maltratado planeta. De uma forma direta, Newton mostrava que a força que mantem a nossa lua em órbita, e os planetas orbitando o Sol, é a mesma força que faz “uma maçã” cair ao solo. Depois de Newton, a distinção entre o terrestre e o celeste, que existia como uma espécie de “dogma”, e que havia sido imposta à física, teve de ser definitivamente abandonada.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros

Tales de Mileto

O que somos?