A beleza do amor

A beleza do amor, é que o amor é construção, baseado em bem querer, respeito, compromisso, cuidado, vontade, doação...

Sem desejar ser dono de verdade alguma, entendo que diferente do amor pelos filhos (naturais ou não), e da paixão (que não sendo amor acaba sendo confundido com ele por muitos), o amor é um estado resultante de contínua construção, desde a escolha, da decisão, do compromisso assumido, do respeito, e do bem querer. O Amor (como um todo, abrangente e universal) em si não existe naturalmente, como não existe naturalmente um prédio, mas ambos podem ser erguidos, mas requerem trabalho, dedicação, investimento... O termo amor é uma única palavra para abranger um leque diversificado de sentimentos e de comportamentos, que vão desde o amor por um filho, passando pelo amor pela(s)(o)(os) parceira(s)(o)(os), por um amor por si mesmo, por um amor pela vida, por um amor por uma causa, por um amor pelo amigo (entendo que a amizade é uma das mais puras construção de amor), por um semelhante, pelos animais, pela natureza, por excluídos, por crianças, por idosos, por doentes, por conhecidos, por estranhos, pelos nossos, pelos outros, por estes, por aqueles,  enfim o amor pode e deve ser trabalhado em cada um de nós, mas não é fácil de se construir e principalmente de ser mantido, e entendo que no geral, qualquer que seja o foco do amor, ele possui algumas características que me parecem claras, o bem querer, alguma empatia, o respeito, nenhum interesse a não ser o de ver o alvo do amor bem, e certa doação. Assim, se amar plenamente não é fácil, podemos nos dedicar ao respeito, ao bem querer, e a tentar alguma sintonia empática, e naturalmente estaremos no caminho de construir aquele amor.

A beleza do amor, é que ele não é belo em si mesmo, ele deve ser sincero, e atuante, ele deve ser construído e deve deixar exemplos, ele deve ou passa a ser belo, pelo que constrói, pelo que representa, pelo que irradia, pelo que dignifica o outro, a vida, a natureza e o social.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Livre arbítrio

Recomeçar

Gostamos de exigir