Aonde eu irei


#Aondeeuirei

Aonde eu irei a partir do aqui e do agora? Não sei, ninguém sabe. 
Clamo por mim, quero me encontrar, quero ser uno em mim mesmo, sendo uno com a experimentação do viver e a realização de minha humanidade social e coletiva. Mas não me encontro, ou melhor, me encontro egoistamente em mim mesmo, ainda por cima me vejo muito pouco nos outros e muito pouco percebo os outros em mim mesmo.

Corro, busco caminhos, procuro atalhos, pontes, portais, pulo obstáculos, salto abismos, na procura de quem sou eu, mas não me encontro plenamente. Quando creio me encontrar, percebo-me perdido em mim mesmo. Existe realmente o eu que eu procuro, ou a procura não deve ter foco em eu algum? Talvez a mágica do ser não seja apenas me procurar, mas em uma espécie de simbiose, procurar os eus dos outros, daqueles outros que comigo compõem o social. 


Creio faltar-me coragem e ousadia de procurar em mim mesmo o que procuro fora de mim, devo ter medo do que possa encontrar, e talvez me falte força de exorcizar medos, dúvidas e vergonhas do que encontre em mim. Em verdade deveria ter a audácia de procurar não o eu que procuro, mas a ousadia de procurar o eu que realmente sou, repleto de eus que constroem e dão vida ao eu único que sou. Fraco, perco-me em omissão, não encontrando forças para a revolta sincera que me mova à frente e avante, na busca do que sou pela construção do que deveria ser, por uma luta frontal e ousada pela inclusão social e pela dignidade humana, por uma luta aberta e justa pela transformação do que eu sou, do que estou, pelo que seja necessário eu ser.

É muito fácil falar ou mesmo escrever, quando não exponho a alma e ofereço a cara em luta franca e direta a favor dos abandonados e dos excluídos. Aonde chegarei não assumindo minhas responsabilidades, me escondendo por detrás da conivência que nada transforma? Não sei, ninguém sabe, mas sei onde chegarão os excluídos e os abandonados, à desumanidade, pela simples, mas destruidora condição de não conhecerem a humanidade nos outros.


#Aondeeuirei
#ateuracional
#procura
Ateu Racional e Livre Pensar. 
Ateu Racional: Realidade, natureza, vida, humanidade e respeito.

Livre Pensar: Para quem ama a vida, o natural e o real.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Livre arbítrio

Recomeçar

Gostamos de exigir