Opacos à nossa própria insensibilidade

Em geral somos opacos à dor de nossa própria insensibilidade, pois que sua dor atua nos outros. Perceber isto pode ser um bom começo, agora, percebê-lo unicamente de forma semântica ou intelectual de pouco vale, entretanto, também de pouco vale ser transparente à dor dos outros se não somos ousados e corajosos o bastante para agir, comungar e nos expor contra esta dor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Não creio que exista alguma lei do retorno

Não perca tempo tentando provar que você é uma boa pessoa

Tales de Mileto

Carta de Richard Dawkins para sua filha, quando ela (Juliet) completou 10 anos