Ninguém morre de amor mas muitos morrem pela sua falta

Ninguém morre de amor, mas muitos morrem pela sua falta

Eu diria que ninguém morre de amor, mas é pura verdade que infelizmente muitos e muitos, neste momento, a qualquer momento, morrem por falta do amor, por falta do respeito, por falta de sensibilidade, por falta de compromisso, por falta de inclusão, por falta de humanidade, por falta de empatia (que no todo fazem parte do AMOR), enfim, por descaso, omissão e interesses outros, que são desamor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Não creio que exista alguma lei do retorno

Não perca tempo tentando provar que você é uma boa pessoa

Tales de Mileto

Carta de Richard Dawkins para sua filha, quando ela (Juliet) completou 10 anos