A realidade é

A realidade “é”, independentemente do que dela perceba, da imagem subjetiva que dela faça, ou dos filtros e interesses com que para ela olhe.

Independentemente do que eu imagine do mundo, o mundo ”é”.
Independentemente do que imagine de cada um dos que eu conheça, cada um de nós “é”.
Independentemente do que eu imagine de mim, eu “sou”.

Enfim, a realidade “é” independentemente do que eu pense, idealize, perceba, ou do que eu gostaria que ela fosse. Mesmo que a realidade, para mim, se apresente cem por cento subjetiva, ela existe lá fora, ela existe aqui em mim, ela existe em todos os lugares, pois que a realidade é tudo, e ela existe plena de si mesma. Mesmo que eu não mais exista, mesmo que eu perca minha condição de saúde mental, mesmo que eu me engane sobre ela, ela existe involuntariamente ao que eu possa ser ou significar. Cada um de nós compõe a realidade, e de alguma forma somos atores e parcialmente diretores desta realização, afetamos a realidade e a realidade nos afeta, em um ciclo recursivo constante, impossível dela me afastar ou me abster, ela é imensamente, incomensuravelmente, maior do que cada um de nós, e mesmo muitíssimo maior que todos nós juntos, o caos está aí, está aqui, está acolá, e ele, indiferente a cada um ou a todos nós, age, e a natureza, e a realidade, é completamente aética em sua existência.

A realidade “é”, independentemente do que dela perceba, da imagem subjetiva que dela faça, ou dos filtros e interesses com que para ela olhe


#ateuracional

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros