A natureza é

Céu azul, dia de luz.
Lua clara, noite formosa e misteriosa.

A vida fervilha no presente, realizando sua contínua perpetuação do real  momento presente neste mundo, que é perfeito em sua essência, posto que é a realização do que pode ser, livre de valores ou destinos, livre de projetos ou desígnios, livre de desejos ou de esperanças, livre de dúvidas ou certezas, livre de vontades ou milagres, apenas realizando efeitos lógicos de causas reais, certo apenas que é a realidade do que é, da verdade fatual que realiza, e que dentro das múltiplas possibilidades do que pode ser, é.

Longe de ser complexa em si mesma, a natureza imanente se faz, simplesmente sendo, indiferente e independente da possível complexidade para a entendermos.


Eclipse solar total.
Eclipse total da lua.
O universo não comunga e muito menos negocia ou compactua. Ele tão somente realiza o seu real e imanente existir, o seu “devir”, o seu possível, dentro das potenciais possibilidades múltiplas e quase infinitas de se fazer real no respeito único, por definição e aderência obrigatória, à própria natureza que lhe é causa e parte, que lhe é início, meio e fim, que enfim simplesmente lhe é o que ela pode ser.


Os valores não estão na natureza, estão em nosso subjetivo, alguns até parecem universais, mas são meramente pessoais, alguns sendo frutos naturais da evolução, outros sendo frutos da fatalidade que nos deu origem, outros sendo decorrentes da pressão social em que estamos imersos, mas nunca serão universais, pois que não são mandatórios em todos, e nem são, ou não podem, ser mensurados com a mesma régua pessoal ou social.

Antes de sermos humanos, somos animais, antes de sermos animais, somos biológicos, antes de sermos biológicos, somos natureza, e somente como natureza “matéreo-energética”, somos eternos, longínquos enquanto merecedores de lembranças e referências, e passageiros enquanto realização do viver.


#ateuracional
#ateu
#ateuracionalelivrepensar
#livrepensar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Livre arbítrio

Recomeçar

Gostamos de exigir