SER

Um bebê aparentemente ainda não sendo, já também é, e sendo, já é uma parte daquilo que um dia mais ainda será.

E nós, já sendo, somos parte daquilo que já fomos, contudo nunca igual ao que já fomos, e no contínuo presente que se descortina para o que ainda não é, caminhamos para ser aquilo que ainda seremos, dentro do escopo daquilo que podemos ser.

E no presente que ousa nunca ser, que continuamente nos desafia sendo eterno caminhante, somos aquilo que nunca fomos, sem deixarmos de ser parte do que ontem éramos, em uma espécie de eterno se preparar para o que, consciente ou inconsciente, envoltos no caos do que já é, sermos o que poderemos ser.

E para aqueles que já se foram, como um dia nós mesmos deixaremos de ser, não haverá mais “tempo”. Presente, futuro ou passado, nada mais significarão, simplesmente porque mais nada seremos, deixaremos de ser, ao nada que fomos por praticamente uma eternidade retornaremos, e desta vez, sim, para todo o sempre. Isto não é triste, é natural, o triste é nos irmos e nada deixarmos, nenhum exemplo, nenhuma obra, nenhuma referência humana ou social, ou o que é pior ainda, deixarmos apenas retórica, omissões, ou rejeitos humanos de nossa realização (des)humana...


#ateu
#ateuracional
#livrepensar
#ateuracionalelivrepensar
ateu
livre pensar   livre pensador   livre pensadores
Sou um ateu racional e um livre pensador, ou melhor, eu sou um ateu que tenta ser (que se compromete a ser) racional e livre pensador.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O sábio é um egoísta que deu certo

Nem sempre o verdadeiro há de ser real

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros