O fim nos cerca


A morte nos cerca
Sendo nossa eterna companheira.
O nosso fim estará sempre próximo
Ele nos pegará de mãos cheias ou vazias.

A morte sempre caminha próxima
Acredite em mim ou não.
A morte sempre perpassa nosso existir
É um destino final
É um momento único
Que jamais iremos em primeira pessoa apreciar.

Nunca realizaremos a experiência da morte
Apenas morreremos.
A realização da morte é uma experiência para os que continuarão vivos
Que sofrerão a dor, a tristeza e o sofrimento da perda.

Enquanto vivos poderemos sofrer da ânsia do morrer
Poderemos senti-la chegando
Entretanto no limiar do morrer
No limite do fim de uma existência
Do nada
Estaremos mortos.
E nada mais haverá para sentir ou realizar.

Enquanto vivos
Não saberemos o que é morrer.
Enquanto mortos
Nada temos para sentir ou realizar.

Jamais caminharemos sobre as asas da morte
Por mais que ela nos sobrevoe.
Jamais experimentaremos das garras do morrer
Por mais próximos que da morte estejamos.


De um nada viemos
Em um curto lapso de tempo realizamos o nosso viver
E enquanto vivemos
Apenas sabemos
Que para o nada nos dirigiremos.

Meu sangue viverá para sempre
Não na realização de uma vida eterna
Muito menos na realização mística de um viver além ou a posterior.
Meu sangue “viverá” para sempre
Na reciclagem contínua da natureza.
Nada se cria, nada se perde, tudo se transforma
Meu sangue se esfacelará em átomos, e daí em partículas
E estas existirão e participarão de infinitas realizações.
Outras vidas
Outros compostos
Outros minerais
Outros componentes materiais
Outros...

Meu sangue viverá para sempre
Mesmo que a humanidade se extinga
Mesmo que a terra seja destruída
Meu sangue viverá para sempre....


#ateu
#ateuracional
#livrepensar
#ateuracionalelivrepensar
ateu
livre pensar   livre pensador   livre pensadores

Sou um ateu racional e um livre pensador, ou melhor, eu sou um ateu que tenta ser (que se compromete a ser) racional e livre pensador.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O que somos?

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros

Uma breve história, da semelhança à genética, e como a igreja se usou desta visão