A natureza é aética

A natureza é aética, ela não revida e também não recompensa, não planeja mal algum (simplesmente nada planeja) e nem pune a humanidade, ela intencionalmente não ajuda mas também não atrapalha. A natureza simplesmente não segue a lógica da justiça nem da racionalidade humana, ela não segue a “coerência” humana, ela é simplesmente natural, ela simplesmente é. Ela segue leis naturais, ela segue normas universais que no fundo se referem a física, a química e a biologia, ela segue princípios geológicos, ela é completamente neutra do ponto de vista do como atua, do como existe, do como age ou reage. Nós somente existimos por causa dela, mas nunca por intenção dela, somos assim também naturais, apenas com uma capacidade também natural de refletir, de pensar, de possuir alguma consciência, e de alguma consciência de que somos conscientes de nossa alguma consciência. Somos parcialmente culpados por interferir na estrutura natural climática, mas nosso planeta não se vinga, ele não reage (pelo menos não do ponto de vista intencional, ele reage segundo a natureza de suas leis físicas, químicas e biológicas), ele apenas prossegue sua jornada, de forma neutra, de forma natural, de forma aética.

Terremotos, maremotos, furacões, temporais, tornados, erupções poderosas de vulcões, choques de asteroides, aquecimento ou resfriamento da terra, inversões do polo magnético, mutações virais, bactérias resistentes, epidemias, pandemias, ou outros eventos com forte poder de impacto sobre a vida humana sempre existiram (não existem para nos punir, e sim como resultado natural da complexa interação de forças também naturais), nós somos passageiros de curto tempo quando comparados a existência temporal de nossa terra.


Somos hoje mais de sete bilhões de humanos, e sobre quaisquer análises sérias somos muito mais do que deveríamos ser, estamos estressando a capacidade produtiva da terra, estamos exaurindo sua capacidade de nos possibilitar um sustento equilibrado, estamos acabando com a água doce, estamos impactando a jornada meteorológica de nossa terra, mas não admitimos nenhum tipo de planejamento familiar. Só nos cabe assim viver e torcer que sejamos capazes de nos adaptar ao que vem pela frente. 

Somos natureza, de uma natureza aética, mas capazes de uma ética com esta mesma natureza aética, depende um pouco de nós mesmos.



Texto publicado anteriormente com o pseudônimo de AAlberto (Arlindo Alberto Pereira Tavares)


#ateu
#ateuracional
#livrepensar
#ateuracionalelivrepensar
ateu
livre pensar   livre pensador   livre pensadores

Sou um ateu racional e um livre pensador, ou melhor, eu sou um ateu que tenta ser (que se compromete a ser) racional e livre pensador.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

O que somos?

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros

Uma breve história, da semelhança à genética, e como a igreja se usou desta visão