Se o viver pudesse ser experimentado de antemão

Se o viver e o devir pudessem ser experimentados antes do realizar este viver, qual seria a graça deste viver, se já o tivéssemos realizado em experimentação. Alguns poderão dizer que poderíamos errar menos pela experimentação, eu ousaria acrescentar que talvez poderíamos é errar mais, pois que o prazer, o desejo, a vaidade, o egocentrismo, a nossa petulância nos levariam a repetir a experimentação desde que nos desse mais prazer e satisfação pessoal, ademais, exatamente porque o realizamos sem simulação prévia, torna-se importante um maior zelo e cuidado, pois que podemos por um lado aprender, em primeira pessoa, com a sua realização, ou podemos acabar nos perdendo pela paixão dos prazeres e da insensibilidade como o que sentimos ou o como o realizamos. 

Por favor não me entendam como alguém que não valoriza o prazer e a satisfação, são importantes, são naturais, são marcantes, o problema é a ultra valorização do pessoal em detrimento do coletivo, da natureza e do social. Sou defensor da busca pela felicidade sim, e não vejo absolutamente nada de errado nisto, desde que o alvo de minha felicidade seja também a maximização da felicidade coletiva.


#ateu
#ateuracional
#livrepensar
#ateuracionalelivrepensar
ateu
livre pensar   livre pensador   livre pensadores

Sou um ateu racional e um livre pensador, ou melhor, eu sou um ateu que tenta ser (que se compromete a ser) racional e livre pensador.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Educação

Livre arbítrio

Recomeçar

Gostamos de exigir