A VIDA, a tragédia da vitória

Tragédia de vida
Matéria e energia
Largada aos sete ventos
Jogada aos sete mares
Reagindo à virgindade da química
Ao mistério do físico
Prolifera como biologia
Reproduzindo algo transformador
Se copiando e copiando vezes sem fim
Errando e acertando, se copiando em erro
Sai do nada biológico e floresce
Como um quase milagre biológico

Filhos da luta pela sobrevivência
Guerreiros pela perpetuação
A biologia se firma
E faz morada neste planeta

Da água outrora só química
Desperta a biologia
Que se transforma e se adapta
Filhos dos mares
Somos hoje seres deste mundo
E quem sabe um dia poderemos ter filhos em todo universo

Como anjos da terra
Saímos das águas
E do nada biológico
Surgiram os autocopiadores
Filhos da cópia
Filhos da aleatoriedade do erro
Fadados a complexidade
De erro em erro de cópia
Daqueles que sobrevivem
Daqueles se especializam
Daqueles que acabam naturalmente selecionados
Nos transformamos e nos proliferamos
Até chegarmos aos seres destruidores
Vaidosos, mesquinhos e pedantes que hoje somos
Talvez jamais conheçamos em essência o nosso nunca anterior
Mas conhecemos o agora
E por indução podemos perceber nosso amanhã
A dor, o sofrimento e a destruição de nossa gaia Terra
A indiferença para com o nosso celeiro de vida
A desconstrução de nossa essência
De nosso amor
E de nossa humanidade.
A vida, a tragédia de uma vitória



#ateu
#ateuracional
#livrepensar
#ateuracionalelivrepensar
ateu
ateu racional ateuracional
livre pensar   livre pensador   livre pensadores

Sou um ateu racional e um livre pensador, ou melhor, eu sou um ateu que tenta ser (que se compromete a ser) racional e livre pensador.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Por derradeiro o nada

Ando nervoso