O humano desumano


Como é bom quando encontro ou conheço pessoas que buscam o humano sendo seres sociais, seres amantes da natureza, seres que se comprometem em continuar tentando, horas acertando, horas errando, mas nunca errando sem o compromisso primeiro de olhar para os outros antes de olhar para si. E como é triste quando vejo pessoas, muitas vezes, no mínimo, sem um compromisso natural, humano e social, criticarem aqueles que tentam, que se expõem contra o estabelecido, que buscam mostrar claramente o amor e o respeito para com a diversidade, a responsabilidade e a liberdade do próximo, em especial causa, a daqueles que mais necessitam de alguém que lute com eles, por eles e para eles. Como me revolta, e dependendo do caso me enoja e me dá vontade de vomitar, quando vejo aqueles que por interesses diversos, em geral próprios, dos seus ou de sua panela, apontam falhas menores, falhas de menor impacto social, natural e humano, buscando menosprezar, diminuir, enevoar, ou sujar todo o restante do esforço daquela classe de pessoas que imperfeitas se lançam a buscar muito mais do que a simples caridade, que necessária pela premência da necessidade de muitos, nada muda em si na situação e no sistema, mas que doam seu tempo, sua mente, sua vontade, sua energia de viver, pela busca de um estado mais humano, mais inclusivo, mais igualitário, mais natural, pela busca de uma dignidade de viver humana, um bem estar coletivo e de um respeito por toda a natureza. Infelizmente para muitos, o humano passa ao largo de nossos “corações”. Ele até encontra algum reflexo no seio de nossas almas mentais, contudo na prática, estes seres acabam por se omitir, acabam dando vazão a vaidade, ao apego ao que possuem, deixando que a infiltração de egoísmo, por querer sempre mais, acabe por abalar toda a estrutura do que poderíamos ser, reforçados pela pressa de chegar a algum lugar, acabam por fazer abandonar a essência social e natural do humano que deveria fazer morada em nosso ser, e assim muitos de nós passamos a brincar de humanos, que priorizam apenas o seu e os seus em detrimento do social e do coletivo, em detrimento da vida animal e vegetal, em detrimento do respeito à toda a natureza, pois que ter respeito pela natureza, implica diretamente ter respeito pelos seres humanos, porque somos nós, todos e cada um, seres imanentemente naturais. Amar a vida, amar os animais, implica em amar os irmãos em espécie, pois que no fundo somos todos primos de toda a vida, somos todos nós animais naturais.


#ateu
#ateuracional
#livrepensar
#ateuracionalelivrepensar
ateu
ateu racional ateuracional
livre pensar   livre pensador   livre pensadores

Sou um ateu racional e um livre pensador, ou melhor, eu sou um ateu que tenta ser (que se compromete a ser) racional e livre pensador.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros

Nem sempre o verdadeiro há de ser real

Absurdos e atrocidades