Libido e Amor

Se a libido pode afetar o pensar, o que um sincero e verdadeiro amor não pode afetar em uma pessoa. O Amor afeta não somente o existir da pessoa que ama, mas afeta diretamente a própria existência do social. Falar de amor, citar o amor, a palavra amor, é se utilizar de uma única palavra, para um leque de diferentes emoções e sentimentos, é se referir a algo que vai desde um amor irrestrito por um filho ou neto, passando por um amor pela(o) parceira(o), por um amor pelos amigos que julgamos sinceros e merecedores, mas é também referenciar a um amor menos palpável diretamente, horas até mesmo mais altruísta, algo que no fundo entendo de difícil realização plena, que é um estado de doação de si mesmo pela realização do viver de todos. Este amor é algo muito diferente do amor por um filho, que é visceral, que entendo biologicamente marcado para acontecer. Necessita, aquele amor, mais fluídico e transcendente aos “nossos”, ser construído, ser trabalhado, ser constantemente reformado. Falo do amor enquanto essência daquilo que de melhor posso sentir pelo próximo, todos os próximos, mesmo os distantes e os diferentes.

Ninguém, minimamente saudável mentalmente, nasce pleno de amor, como não nasce também pleno de ódio ou rancor, nascemos com capacidade de amar ou de odiar, mas ambos dependem de construção, desta forma empenhar esforços na construção de um estado amoroso de ser, é algo que prezo como de valor humano inestimável.

A libido, a paixão, já disseram, é fogo que arde, assim, queima, gasta, e se esgota, o amor é combustível que nos alimenta, e que pela vontade de construí-lo, conseguimos mais e mais deste combustível que não vem de fora, que vem de dentro, que se realiza para fora, para os outros, para a natureza, mas que nasce e borbulha de dentro de nosso ser, de nossa mente, de nossa vontade, de nosso empenho, de nossa doação.

Se a libido nos liga ao prazer
O Amor nos liga a realização humana
Se a libido nos faz nos sentir mais ligados sexualmente
O Amor nos faz nos sentir mais humano, e mais ligados naturalmente
Se a libido nos deixa louco
O Amor nos deixa um pouco mais humanos e coesos com o todo.


#ateu
#ateuracional
#livrepensar
#ateuracionalelivrepensar
ateu
ateu racional ateuracional
livre pensar   livre pensador   livre pensadores

Sou um ateu racional e um livre pensador, ou melhor, eu sou um ateu que tenta ser (que se compromete a ser) racional e livre pensador.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros

O sábio é um egoísta que deu certo

Ciúmes