Religião é antropologia

As necessidades, os medos e as carências humanas, ao longo das últimas centenas de milhares de anos de nossa jornada evolutiva, aliado a busca de respostas e explicações para uma infinidade de fenômenos meramente naturais, de ordem físicas, químicas ou biológicas, que, entretanto, extrapolavam em muitas ordens de grandeza nossa, na época, capacidade de entendimento, ligado a necessidade de nossa mente de ter uma história plausível que justifique cada situação, levou a humana e natural construção de deuses. Deste momento, até a uma “reverenciação” formal e estruturada, temerosa e oficial, foi um pulo. Não tardou muito para que fosse percebido o poder de agregação inicial do povo em torno deste ritual, desta crença, bem como o poder de domesticação e controle deste mesmo povo. Utilizado pelo poder dominante, ou surgindo como um novo poder de dominação, respaldando mais ainda os poderosos como escolhas divinas, surgem as religiões. Como dizia Ludwig Feuerbach “religião é antropologia”.



#ateu
#ateuracional
#livrepensar
#ateuracionalelivrepensar
ateu
ateu racional ateuracional
livre pensar   livre pensador   livre pensadores

Sou um ateu racional e um livre pensador, ou melhor, eu sou um ateu que tenta ser (que se compromete a ser) racional e livre pensador.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros

Nem sempre o verdadeiro há de ser real

Absurdos e atrocidades