E se eu estiver errado e deus existir? Muitas vezes ouço esta pergunta


Entre os muitos que não concordam comigo, em especial quanto ao meu ateísmo, muitos me chamam de chato, prepotente, arrogante, mas existem vários que me perguntam: “E se você estiver errado?”, “E se deus existir?”.

Ouço muito estas perguntas. E sempre respondo, com pequenas variações de arranjos, que: Não seria a primeira vez que estaria errado, apesar de sinceramente ter bons argumentos e coerência de interpretação e de leitura da realidade para acreditar que não esteja errado quanto a não existência de uma deidade, em especial um deus teísta, abraâmico, católico, ou cristão. Eu poderia mesmo assim estar errado, entretanto entendo que a pergunta correta deva ser feita em primeira pessoa, “E se eu estiver errado?”. E se você estiver errado quanto a sua crença em uma deidade abraâmica? A dúvida deve ser parte marcante de nosso caminhar, de nosso aprender, e assim eu, você e qualquer um deve sempre se questionar, e se eu estiver errado? Eu me faço esta pergunta muitas vezes, e não somente quanto ao meu ateísmo, mas em relação aos meus valores, as minhas escolhas, a minha linha de conduta e por aí vai. Isto me permite repensar e revalorizar meus argumentos, minhas evidências (se as tiver), e mesmo minhas dúvidas.

Suponhamos, pela liberdade de pensamento, que eu estivesse errado, e que deus existisse. A minha fala a ele, é a que eu repito para meus filhos. Se deus existe, e se ele realmente ama sua criação, ele valorizará os atos, a transpiração, a ousadia de se colocar em luta contra a desumanidade, contra as tiranias, contra as mentiras, contra os falsos profetas, contra a exploração, contra os preconceitos, contra a opressão, enfim contra tudo que possa diminuir, ofender, macular, denegrir ou desprezar a natureza, a vida e o social. Desta forma não podem ser as crenças ou as descrenças que ele use como referência, mas sim o comportamento, as intenções, o posicionamento. Tento fazer de minha vida um caminhar pelo bem querer a todos. Desta forma, minha vida, não obstante alguns tropeços, alguns passos atrás, alguns escorregões, longe de alguma perfeição, tem se pautado, pelo menos aquela parte da vida presente após a juventude, pela busca da verdade, pela construção de um amor universal, pela luta por uma responsável liberdade, pelos direitos humanos, pela inclusão social, contra uma horda de falsos profetas aproveitadores, e com a certeza que o fiz sem maior intenção alguma em agradar ou temer a deidade alguma, em colecionar bônus, ou para obter qualquer que seja o benefício de uma ajuda, e que assim o decidi exatamente pelo valor ao natural, a vida e ao social. Eu costumo repetir, esqueçam a possibilidade de existir ou não um deus ou mesmo deuses, ajamos com dignidade humana, tentemos construir um amor natural, sejamos uma pessoa que paute nossas vidas pela justiça social, pelo bem querer a todos, pela luta sincera na inclusão social. Ajamos com respeito e compromisso sincero pela dignificação da vida. Ajudemos sem interesses, nos doemos pelos outros, pela natureza e pelo social. Foquemos em buscar sermos humanos, em sermos um ente do bem, em sermos sensíveis, compromissados e interessados pelos outros. Se deus não existe, como creio, teremos feito o certo, o digno, o belo, o humano, e se deus existir, ele terá respeito por cada um de nós, pois o fizemos sem interesse algum, apenas em nome do respeito aos outros, ao natural e ao social, sem pensarmos em nada para depois, apenas focado no presente. 

E se eu estiver errado? Eu também direi a ele, aos moldes de qualquer ser minimamente racional, amoroso, leal, e compromissado com os outros, que ele foi incompetente, não comigo, mas com a criação, e que a definição de deus deve ser alterada, pois que ser um ser plenamente bondoso, plenamente poderoso, plenamente senciente de tudo e plenamente capaz de estar em todos os lugares, em nada se alinha com o deus que passa todo o tempo deixando o sofrimento (direto e indireto) ser a realidade de milhões, e não apenas agora, mas ao longo de todo o tempo histórico que nos é possível minimamente conhecer. Eu não tinha a menor chance de acreditar na existência de um ser segundo a definição cristã, abraâmica e teísta de um deus. E se eu estiver certo e os que creem errado, e se deus não existe? 




#ateu
#ateuracional
#livrepensar
#ateuracionalelivrepensar
ateu
ateu racional ateuracional
livre pensar   livre pensador   livre pensadores

Sou um ateu racional e um livre pensador, ou melhor, eu sou um ateu que tenta ser (que se compromete a ser) racional e livre pensador

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Por derradeiro o nada

Ando nervoso