Mistérios ou curiosidades, que bom que existam

Existem mistérios que talvez permaneçam para todo o sempre. Isto não é nenhum problema, ou não deve ser visto como algo prejudicial, certos desconhecimentos, a dúvida do que seriam, e a onde poderiam nos levar saberes advindos daqueles mistérios é bom, é benéfico, nos motiva, e em nada impossibilita nossa existência humana e natural, ou nos faz perdidos em nosso viver. Aqueles desconhecimentos, completos ou parciais, ou mesmo “buracos” no que conhecemos, fazem parte do nosso desenvolvimento mental e intelectual, e devem apenas ser entendido, como assim sendo, o que são, certos e meros desconhecimentos, mesmo que mentes curiosas, brilhantes ou não, continuem dedicando esforço e suor na busca de seus entendimentos. Devemos refletir que mistérios em passado não muito distante, hoje são de conhecimento comum, como exemplo cito a hereditariedade, que era denominada no passado como semelhança. Alguns mistérios são mais probabilísticos que de impossível conhecimento, ou acabam por envolver um volume tão grande de variáveis e informações, que são mistérios, não porque não sejamos capazes de justificar cada item em suas histórias, mas sim porque nos vemos impossibilitados, biológica, tecnológica e mentalmente de obter e analisar todas aquelas variáveis e informações, nesta classe podemos facilmente incluir o “porque aquele específico espermatozoide, e não outro, fecundou aquele específico óvulo, que veio em decorrência a possibilitar que eu, ou você, ou qualquer outro, nascêssemos? Eu costumo dizer que mais do que mistério, em geral esta classe de itens, é uma curiosidade.  Outros mistérios são um pouco mais “rígidos”, mais físicos, mas também, em uma abordagem mais leve e informal, acabo por também referenciá-los como curiosidades, interessantes muitas vezes, até mesmo capazes de abrirem novas portas à saberes, mas que mesmo assim, hoje, não afetam nossa existência por continuarem a ser mistérios, um deles, que me vem à mente sempre que penso nesta classe de mistérios (que são desconhecimentos), é o do porque cada partícula elementar possui uma massa inercial única, e mais ainda o porquê deste valor ser o que é? Porque cada partícula elementar possui, em si, um valor específico de massa inercial, e não outro valor qualquer? A questão aqui, não é o como surge esta massa, e sim o porquê de seu valor ser o que é, e não outro. Provavelmente, por detrás deste mistério, venham a reboque novos saberes, até mesmo possivelmente alterações e aprimoramentos em saberes atuais, existentes, mas que em si, de novo, para o conhecimento atual, nada afeta diretamente nosso viver. Pode até ser que em verdade não exista um porque específico que justifique tal massa inercial, que não traga nenhum novo saber descobrirmos tal resposta, que apenas cheguemos a conclusão que o valor é este, porque somente pode ser este.

Mistérios e curiosidades, que bom que existem aos montes, pois movem nossa busca, nosso desejo de entender o mundo, o universo, o natural, o imanente, a nossa realidade existencial.





#ateu
#ateuracional
#livrepensar
#ateuracionalelivrepensar
ateu
ateu racional ateuracional
livre pensar   livre pensador   livre pensadores

Sou um ateu racional e um livre pensador, ou melhor, eu sou um ateu que tenta ser (que se compromete a ser) racional e livre pensador

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Apenas uma teoria? Como muitos podem ser tão ingênuos, doutrinados ou interesseiros

Absurdos e atrocidades

Ciúmes