Nunca somos senhores absolutos de nosso viver


Nunca somos senhores absolutos de nosso viver, mas isto não pode significar que abdicamos do direito de tentar. Como humanos, parar, pensar e decidir, sempre nesta ordem, fazem a diferença.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livre arbítrio

Por derradeiro o nada

Ando nervoso